jusbrasil.com.br
10 de Abril de 2020

MPDFT: divulgar figurinha com piada de negros no WhatsApp é crime

Núcleo de Enfrentamento à Discriminação está preocupado com série de figurinhas em circulação que traz pessoas negras em situações jocosas.

examedaoab.com, Agente Publicitário
Publicado por examedaoab.com
há 5 meses

Ministério Público do Distrito Federal está preocupado com a disseminação de figurinhas racistas – os e-stickers – em grupos de Whatsapp. A notícia sobre uma série de figurinhas jocosas que têm negros como personagens principais chegou ao conhecimento do Núcleo de Enfrentamento à Discriminação de maneira informal, via servidores que questionaram o teor discriminatório de mensagens aleatoriamente recebidas em grupo.

A série inclui pelo menos 11 e-stickers com mensagens como “Agora nego passou do ponto”, acompanhando de uma imagem de um homem negro de meia idade dormindo; “Nego exagera”, com a imagem de um homem negro obeso comendo um sanduíche; “Nego pensa que é Ken?”, com a imagem de um boneco negro ao lado de uma boneca Barbie e “Nego surpreende”, com uma foto de Sebastian – o ator nacionalmente conhecido por ter feito as propagandas da C&A, dentro de um Kinder Ovo.

“As pessoas precisam estar cientes de que essas figurinhas não são uma brincadeira. Elas expressam preconceito, racismo e passá-las adiante pode configurar crime de racismo ou injúria racial”, afirma a promotora Mariana Silva Nunes, coordenadora do Núcleo de Enfrentamento à Discriminação.

A promotora esclarece, ainda, que os crimes de racismo são ataques dirigidos à população negra, com ofensas que tentam apartá-la, desumanizá-la, colocá-la em posição inferior, e as injúrias raciais são xingamentos voltados a uma pessoa específica. “Ao se deparar com o conteúdo assim, a pessoa pode noticiar o crime na delegacia de polícia. Recomendamos que tire um print e não apague a conversa até a formalização da reclamação”, detalha a promotora.

O NED foi responsável pela acusação de um jovem que escreveu mensagens preconceituosas a respeito de modelos que participavam de um desfile promovido pela Confederação Única das Favelas (CUFA) em um shopping do DF. O rapaz fez uma espécie de acordo com a Justiça (suspensão condicional do processo) se comprometendo a participar de um curso sobre diversidade racial.

Quer ser aprovado no exame da OAB? Conheça a melhor e mais eficiente metodologia que vai direcioná-lo à sua aprovação. Aqui suas chances de aprovação são calculadas estatisticamente e você tem a oportunidade de acompanhar o seu progresso todos os dias.

O melhor de tudo é que você pode experimentar o nosso método e comprovar sua eficácia sem compromisso. Interessou? Clique aqui e saiba mais.

Fonte: Metrópoles

165 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Vale se o racismo for contra brancos, amarelos e vermelhos?

Deveria valer segundo a retalhada CF88. continuar lendo

A desculpa é que não são negros. Só o negro sofre de tudo. As outras raças reclamam a toa, porque racismo é só contra negros. Os pardos sofrem racismo até de negros. continuar lendo

Sim, sem duvida. Qualquer branco, amarelo ou vermelho que ja tenha sido escravizado por mais de 2 décadas tem todo o direito de pleitear igualdade retroativa. continuar lendo

Zico Zanelli, só o negro foi escravizado? continuar lendo

Na cabecinha cinica de Zico Zanelli, só negro foi escravizado. O que lavagem cerebral não faz. continuar lendo

Conhece algum caso? Caso sim, seguramente é exceção, não a regra! continuar lendo

Anamaria Murici, há diversos registros de brancos (europeus) sendo escravizados por norte-africanos e árabes. Falam de pelo menos 250 anos de escravidão continua. Aproveite também e lembre-se de quem vendia os negros para serem escravos nas Américas. Os "brancos" podiam comprar o escravo (culpado disso), mas quem fazia guerra e capturava os perdedores que ainda estavam vivos para venderem aos brancos como escravos, em boa parte das vezes eram outros negros. continuar lendo

prezado zico... nada tem a ver com escravidão, que no Brasil foi somente negros, mas em outros países não foi somente à esse segmento, mas pode ser com índios, orientais ,etc... e daí a questão é: quanto a esses tudo bem? Claro que até hoje só vi sticker nesse sentido com pessoas negras, e nessa esteira sua argumentação teria lastro... mas a questão do Fernando Lazarini é pertinente, pois se um afrodescendente discriminar alguém por ser branco, índio ou oriental, deve-se agir com o mesmo rigor. um abraço. continuar lendo

Anamaria Murici e Zico Zanelli, é incrível o descaso pela história:
https://pt.wikipedia.org/wiki/Escravid%C3%A3o_branca

Do texto:
"Não há registros de quantos homens, mulheres e crianças foram escravizados, mas é possível calcular aproximadamente o número de novos cativos que seriam necessários para manter a população estável e substituir os escravos que morreram, escaparam, foram resgatados ou convertidos para o Islã. Com base nisso, acredita-se que cerca de 8.500 novos escravos seriam necessários anualmente para reabastecer números - cerca de 850.000 cativos ao longo do século, de 1580 a 1680. Por extensão, para os 250 anos entre 1530 e 1780, o número poderia ter sido tão alto quanto 1.250.000." continuar lendo

O tal de Zico não sabe nem matemática! Duas décadas? continuar lendo

Zico, cristãos BRANCOS, eslavos, foram escravizados por muito mais do q duas décadas. E eram brancos, olhos azuis, loiros (os eslavos). Daí inclusive q vem o termo slave, q é escravo em inglês. Os cristãos, maior parte brancos, os hebreus, maior parte brancos, foram escravizados por séculos. Os chineses, foram escravizados pelos japoneses também por séculos. E a lista é enorme. Só o negro fica choramingando, séculos depois, por uma escravidão q não sofeu, pois nenhum negro hj q reclama foi escravo. Os brancos, os amarelos, ah, esses superaram, seguiram em frente e tiveram sucesso, pq não perderam os preciosos tempos chorando e pedindo cotas, benefícios, auxílios. Eram capazes e foram a luta. continuar lendo

Deveria valer, o negócio é dizer ser minoria . continuar lendo

Desde quando brancos sofrem preconceito por ter a pele branca? continuar lendo

Sério mesmo que tem gente aqui dizendo que só negro foi escravizado? Misericórdia! Que falta de informação. continuar lendo

Oi fernando, respondendo a sua pergunta: NÃO. continuar lendo

Desculpe, pessoal, realmente me enganei. Eu pensei que o assunto estava sendo discutido a partir do velho nheengatu, nao imaginei que se referisse por toda a terra plana; perdão por isso;

Expliquei-me mal, quis dizer 20 anos, em vez de duas décadas, pra quem teve dificuldade de entender a analogia mais profundamente; mas eu poderia tb dizer raiz quadrada de 400 ou media de hFE de um transistor de baixa corrente, ou estabelecer uma inequacao, grafico ou powerpoint para tanto, mas achei meio pedante; desculpe por isso tb, Ermindo Cecchetto Jr.;

Entao, Karla Cruz, lavagem cerebral talvez talvez aconteça mais na adjetivação sem fundamentação teórica, a partir da convivência inexistente, data venia; sua lobotomia foi bem sucedida? Minha cabeça eh relativamente grande, entao vc estaria falando de que cabeça, especificamente?

Flávio Sampaio, recomendo Duck duck go, Bing e, em ultimo caso, o Google para resposta; boas pesquisas!

Isa Bel, sugiro que vc traduza suas observacoes contumazes e as publique naqueles idiomas, porque talvez eles sejam praticamente inúteis no quintal nacional e para o contexto aqui discutido; boa diversão!

Francisco Costa, raça se refere a seres humanos. Apesar de o termo "racismo" ser usado frequentemente, ele eh anacrônico, pois ainda se confunde, no mercado cibernético, vários termos da biologia, nos meandros leigos. Nao existem raças humanas, talvez vc esteja confundindo com "reaças nas humanas".

Mauricio Souza, vc foi corretíssimo, ultimamente a gente precisa discorrer sobre obviedades, porque paira no ar uma incapacidade cognitiva de estabelecer correlacoes mais intrincadas de raciocínio básico. Ou para utilizar um termo facebookiano: "Antigamente as paredes tinham ouvidos; hoje os ouvidos tem paredes..."

Luiz Barcelos, talvez fosse bom reler o texto, parece que algo falhou na relação entre ele e vc; sugiro uma DR bem atenta.

Boa iniciativa, Mark Duske, vc se revelou craque em Wikipedia, mas tenho mas noticias: fundamentação teórica wikipediana ainda nao eh bem aceita nos interstícios acadêmicos, eis que os artigos são modificáveis a qualquer hora, por qualquer pessoa, em qualquer lugar. Mas valeu a intenção. Estimo melhoras!

Amanda Cunha Advogada e Consultora, nao entendi a exclamativa. Talvez tenha sido por falta de vírgula depois da interjeição, ou porque sou um grande fracasso em telepatia. Ajude esse que vos fala a ajudar vc... D 1 sinal, se estiver entre nos!

E desculpem, todos, a falta de algumas notacoes lexicas nesta replica; meu teclado tb nao eh muito bom no velho nheengatu... continuar lendo

Traduzir o q, Zico? Q os negros não foram os únicos e nem os mais escravizados no mundo? E q diferente das outras culturas, eles foram escravizados pelos seus pares e vendidos? A diferença, é q os brancos e asiáticos escravizados ao longo da história do mundo, se refizeram, se reconstruíram, foram prósperos ao invés de ficarem chorando e esperando reparação, e os negros, bom, é o q vemos aqui no Brasil, choram, se vitimizam e esperam que quem não os escravizou, pq nós nunca tivemos escravos, paguem pela escravidão q eles não sofreram, pois se ainda houverem ex escravos vivos, são muito poucos. A diferença está em como brancos e asiáticos reagiram quando liberados da escravidão. continuar lendo

Zico Zanelli, tadinho. Esse tempo todo para fazer textão delirante? Vai usar ele paga ganhar alguns pontinhos como artigo no CAPES? Acha que vai parecer 'inteligentinho' com esse segundo parágrafo?
Ser professor não te faz inteligente, e usar o gerador de lero-lero também não. Mas de fato, é assustador "professor" delirante, a camisa de força te aguarda. continuar lendo

Zico Zanelli

Eu ia passar e ignorar os ignóbeis ataques feitos a você e continuar minha vida internetiana de ignorar cada imbecilidade postada... Mas eu curti pra caramba sua resposta auheuaheuahe E vim de oferecer carona no meu UBER pra sair dessa furada. Larga falando "sozinhos entre si", vale a pena gastar dedo digitando pra pessoas de mente fechada, não. continuar lendo

Brancos não sofrem racismo pois não foram escravizados, além disso os brancos fazem parte do padrão de beleza desde sempre. É fácil dizer que os negros se vitimizam por tudo e ficar de mimimi querendo muito mais privilégios do que os que já lhe são dados!!! continuar lendo

O MP (em geral) anda deveras desocupados para se preocupar com figurinhas na internet ao invés de pessoas humanas, por acaso biológicos "sapiens".... continuar lendo

Concordo! Agora é mídia e flash.
Em tempos passados não existia essa chamada papagaiada, todos se descontraiam com brincadeiras sem considerar assédio e bulling, hoje em dia se comer um prato de maneira errada é bulling contra o cozinheiro. Me poupe, já vi amigos negros praticarem racismo contra própria raça. Como citou o colega, existem pressupostos mais importates para o MP se empenhar do quê figurinhas de whatsapp. continuar lendo

Discordo do amigo... se não me engano o caso foi de alguém que recebeu e se sentiu ofendido. Daí a atuação do MP é muito pertinente... embora vejamos brincadeiras dessas como coisas infantis, vejo como deveras salutar sermos comedidos com quem brincar. um abraço. continuar lendo

Certamente não tem gente morrendo nos hospitais ou crimes sérios para o MP se preocupar. Devem estar desocupados mesmo... continuar lendo

Que bizarro isso, querem forçar uma situação racial no Brasil a qualquer custo, quanto mais o povo discute inutilidades mais desatento está do que realmente deveria interessar... continuar lendo

O proprio MP cria situações constrangedoras para separar os povos pela cor de sua pele. Ridículo mesmo. continuar lendo

Não vai poder ter mais piadas de Gaúchos e nem de Amarelos ou de Portugueses, nem de bebados, nem de pardos...
Affs vão cuidar de coisas mais importantes, estão querendo se aparecer ou que?
O Racismo existe na cabeça de qualquer um se é que ele aceite isso como racismo.
Então MP, estão aí para olhar por todos os direitos individuais e coletivos da sociedade, então façam jus a isso. continuar lendo

coisas mais importantes pra quem? se racismo não é importante pra você, você é parte do problema continuar lendo

está aí o claro pensamento do racista... ele não enxerga o que é racismo! continuar lendo

Engraçado é que os mais racistas que vejo, são os "anti-racistas" continuar lendo

Piada de gaúcho, amarelo, português, bêbado, pardos? Sério, creio que quem não tem o que fazer é você, olha com o que você está preocupado. continuar lendo